LR1
O que você
busca?
BUSCAR
Nossa Cidade
postado em 17/05/2017 às 22h00min

Mais de 1,3 mil quilos foram apreendidos pela Polícia Civil após investigação feita na cidade

Operação encontra carne de frango roubada em quatro mercados de Araçatuba
Kaio Esteves - Araçatuba
Tamanho da
Letra
Diminuir Letra Aumentar Letra
Divulgação Polícia Civil
Carne de frango suspeita de ser roubada foi apreendida em 4 estabelecimentos da cidade

 Uma operação desencadeada pela Polícia Civil de Araçatuba, nesta terça-feira (16), resultou na apreensão de aproximadamente 1,35 mil quilos de carne de frango da BRF (Sadia). Há suspeita de que o produto foi levado em um roubo ocorrido em Jaú, no final de abril. Segundo o delegado Alessander Lopes Dias, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de Araçatuba, as investigações continuam, pois há possibilidade de parte da carga ainda estar em estabelecimentos da região. Além disso, a polícia trabalha para identificar os autores do roubo.
Segundo o delegado da DIG, os ladrões roubaram a carreta com 25 toneladas de carne de frango em um posto de combustíveis em Jaú. O motorista, que foi rendido pelos ladrões, registrou a queixa em Ibitinga. O motorista reside em Araçatuba. Dias depois, o cavalo mecânico foi localizado no Iporã, em Araçatuba. A partir daí a polícia iniciou a investigações para localizar a carga roubada e também a autoria do assalto.
O delegado Alessander Lopes Dias disse que as investigações preliminares apontaram que a carga poderia estar sendo comercializada na região. Com várias informações obtidas por meio de investigações, foram solicitados cinco mandados de busca e apreensão. A justiça expediu os mandados, que foram cumpridos na terça-feira com a participação de 12 policiais.
Durante o cumprimento dos mandados de busca, os policiais encontraram carne de frango da mesma marca e sem nota fiscal em quatro estabelecimentos de médio e pequeno portes. Todo produto sem nota foi apreendido. Agora a polícia vai apurar, por meio de informações de lotes, se estes produtos apreendidos estavam na carga roubada.
Os proprietários dos estabelecimentos foram ouvidos e apresentaram diferentes versões e citaram nomes de pessoas que comercializaram os produtos. Por enquanto a polícia está mantendo estes nomes em sigilo para não atrapalhar as investigações. Os envolvidos podem responder por receptação. (Com colaboração de Antônio Crispim)


Espalhe essa notícia
|
0 Comentários Comentários
Comentar Comentar
LR1 Siga-nos no Siga-nos no Twitter Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Orkut SRC na WEB   |   Anuncie no Lr 1   |   Fale com o Lr 1   |   Privacidade   |   Faça do Lr 1 a sua página inicial WTC Brasil Todos os direitos reservados - 2010 Jornal O Liberal Regional