LR1
O que você
busca?
BUSCAR
Nossa Cidade
postado em 1/01/2014 às 15h24min

Segurança vai para o motel com um homem e um travesti e os acusa de furto

Ele chamou a polícia para acusá-los de furto ao dinheiro que estava em sua carteira
DA REDAÇÃO, THIAGO ESTEFFANATO - ARAÇATUBA
Tamanho da
Letra
Diminuir Letra Aumentar Letra
THIAGO ESTEFFANATO
Travesti garante que fez sexo com o segurança e não recebeu

Um segurança de 51 anos, separado e morador do bairro Palmeiras em Araçatuba foi para um motel com um travesti de 23 anos e um desempregado de 36 anos na madrugada de terça-feira (31) e acabou chamando a polícia para acusá-los de furto ao dinheiro que estava em sua carteira.

O segurança contou à polícia que estava andando com seu carro Monza pela madrugada quando encontrou o desempregado que prometeu arrumar uma "mulher" para ele. Segundo a denúncia eles andaram bastante e acabaram encontrando apenas o travesti. Os três foram para um motel localizado no quilômetro 1 da estrada vicinal Caran Rezek nas Chácaras Paraíso, em Araçatuba. O segurança disse que ficou apenas tomando cerveja enquanto o desempregado transou com o travesti.

Quando chegou a hora de acertar a conta do motel o segurança disse que foi pegar sua carteira que estava no console do carro que ele tinha deixado aberto e não a encontrou.

Os outros dois se dispuseram a procurar a carteira, ela foi encontrada no assoalho do veículo sem os R$ 270 que estava em seu interior.

O segurança chamou a polícia que revistou os dois acusados e encontrou apenas R$ 122 que estavam distribuídos nas vestes do travesti. Ele disse que o dinheiro era de programas que fez anteriormente.

Para os policiais o travesti contou que fez o programa com o segurança que poderia ser comprovado pela camisinha que estava no quarto do motel e que inclusive não tinha gostado, pois ele estava todo "mijado" e cheirando mal. Ela não recebeu pelo ato sexual e ficou indignada por perder o dinheiro que ganhou durante a noite.

O dinheiro encontrado nas vestes dele ficou apreendido para averiguação.
O travesti já tinha passagens pela polícia por roubo, mas o delegado Marcelo Curi entendeu que aquele dinheiro poderia ser dela mesmo pelo horário da ocorrência, já que ela poderia ter executado outros programas ao longo da noite.

Foi elaborada a ocorrência de furto de autoria desconhecida e os três foram liberados. Eles devem ser ouvidos numa outra ocasião no 3º Distrito Policial.

Espalhe essa notícia
|
0 Comentários Comentários
Comentar Comentar
LR1 Siga-nos no Siga-nos no Twitter Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Faça Parte da Comunidade Lr 1 no Orkut SRC na WEB   |   Anuncie no Lr 1   |   Fale com o Lr 1   |   Privacidade   |   Faça do Lr 1 a sua página inicial WTC Brasil Todos os direitos reservados - 2010 Jornal O Liberal Regional